Victoria Wilcher, 3 anos, é uma garotinha do Mississipi (EUA) que foi expulsa de uma loja da rede de restaurantes KFC em razão das cicatrizes de seu rosto, resultado de um ataque recente de pitbulls. Os funcionários do estabelecimento alegavam que sua aparência incomodava outros clientes. A família de Victoria ficou revoltada com isso e protestou no Facebook. Com gente ameçando um boicote à rede, a empresa pediu desculpas e se dispôs a pagar US$ 30 mil do tratamento médico da garota.

Victoria perdeu um olho e teve o rosto bastante machucado depois de ser atacada por três pitbulls de seu avô, que foram sacrificados. A menina passou por tratamento e, depois de uma visita médica, a avó dela, Kelly Mullins, decidiu levá-la a um KFC.

Eu pedi um chá doce grande e purê de batata com molho para ela, porque ela estava com fome”, contou Kelly, à TV WAPT, afiliada à CNN. “Ela estava com um tubo de alimentação naquela época, mas eu achei que ela conseguiria engolir o purê. Eles nos disseram, ‘Nós temos de pedir a vocês para sair porque a cara dela está incomodando outros clientes. A Victoria entendeu exatamente o que eles disseram”.

A forma com que os funcionários da loja trataram Victoria deixaram a garota insegura. “Ela tem de passar por muitas cirurgias e nem quer mais se ver no espelho. Quando vamos a uma loja, ela nem quer sair do carro. Ela tem 3 anos e está envergonhada por sua aparência. Ela tem vergonha e eu odeio isso, porque ela não deveria estar”, diz Kelly.

Na página de Facebook Victoria’s Victories, criada para levantar dinheiro para o tratamento de Victoria, muitos apoiadores mostraram revolta com a rede de fast-food. Algumas pessoas prometeram nunca mais colocar os pés em uma loja do KFC.

A resposta da empresa veio em seguida. “Assim que fomos notificados disso, na sexta-feira, começamos uma investigação imediatamente. Esse tipo de ação dolorosa e desrespeitosa não será tolerada no KFC. Independente do resultado da investigação, nós nos desculpamos à família de Victoria e estamos comprometidos em ajudá-la”, disse a companhia. No domingo, o KFC anunciou que doaria US$ 30 mil para o tratamento de Victoria.

Sem mais artigos