Uma tradição britânica de mais de 150 anos pode estar com os dias contados. O Conselho Municipal de Liverpool, na Inglaterra, quer proibir as pessoas de comer o famoso fish and chips (ou peixe com batatas fritas) enrolado em papel. Em vez disso, as pessoas teriam que consumir a refeição de uma maneira mais digna – usando talheres e um prato.

As novas regras propostas pelo conselho têm o objetivo de impedir os clientes de jogar o papel usado na rua – levando a um caro e demorado processo de limpeza. Se aprovadas, se aplicariam a lojas e empresas com áreas ao ar livre, conhecidas como ‘cafés’, que ficam no centro da cidade. Os clientes que compram comida para levar para casa não seriam afetados.

Moradores da cidade não demoraram a se manifestar contra as eventuais novas regras, chamando-as de ridículas e alegando que isso pode acabar com uma tradição britânica milenar. Peter Bostock, um construtor de 57 anos, disse ao Daily Mail que comer fora de casa peixe com batatas fritas embrulhadas em um jornal é uma daquelas alegrias que se recorda desde a infância e tem desfrutado com o seu neto. “Por que o conselho quer ser estraga-prazeres e levar coisas simples assim embora? Não faz sentido”.

“É ridículo. O Conselho está desperdiçando recursos valiosos pensando nisso”, afirma a enfermeira aposentada June Haslem, de 63 anos. Já Louise Lacy expressou nas redes sociais toda a sua indignação: “Basta fornecer um lixo!”.

As regras foram propostas depois que se iniciou uma grande disputa envolvendo a loja Lobster Pot, que foi acusada de ser a responsável por uma grande quantidade de lixo na sua área ao ar livre. A loja foi autorizada a manter a opção no cardápio do seu café se fornecer pratos e talheres aos clientes, em um acordo que abriu o caminho para a discussão. 

Mas nem todos os moradores ficaram contra a proposta. Matt Cartwright afirma que prefere uma faca e um garfo quando está comendo.

Sem mais artigos