Uma agradável caminhada matutina se transformou em uma missão de resgate para uma mãe do Arizona, EUA, depois que ela tropeçou em um cão que havia sido baleado e abandonado em uma montanha. Andi Davis estava fazendo trilha na sexta-feira passada quando encontrou o animal. Embora tivesse ficado muito nervosa, a mulher pegou o bichinho de mais de 20 kilos em seus braços e o levou para cuidar.

Embora esteja em forma, ela levou quase uma hora para chegar em seu carro com o cão ferido. Ela conta que, por todo o trajeto, veio tranquilizando o animal. “Eu olhei para baixo e vi o cachorro imóvel, deitado no chão”, disse a “Fox 10”. “Eu percebi que tinha duas escolhas, ou o ajudava naquele momento ou descia a trilha para procurar ajuda”.

Depois de se aproximar cautelosamente do animal da raça pittbull, ela lhe ofereceu água de sua garrafa e, em seguida, cuidadosamente carregou o animal pela estrada para encontrar seu marido e sua filha.

“Quando minha mãe encontrou o cachorro nas montanhas, meu coração se partiu quando o vi. Ele estava todo machucado, em todos os lugares”, contou ao site de notícias “WKTR” Jessi Davis, filha de Andi, de 10 anos de idade.

Não se sabe exatamente quanto tempo o cão de 2 anos de idade passou deitado nas montanhas, mas, quando chegou ao veterinário, Elias – como foi batizado o animal – tinha uma ferida abdominal enorme, fragmentos de bala perto de sua medula espinha e uma bala alojada no pescoço.

A porta-voz da organização internacional Humane Society, Bretta Nelson, disse que seria bem difícil encontrar o responsável por machucar Elias, por não existir testemunhas.

O cão está agora se acertando com a família Davis, que conta com outros cachorrinhos também. Segundo o “Dailymail”, o animal desenvolvou um vínculo especial com a filha da casal. “Quando minha filha viu o cão pela primeira vez, todo machucado, o coração da menina se derreteu e o cão beijou sua mão”, disse Andi.

Andi está agora para ser reconhecida por seus esforços com o prêmio Ação Compassiva, dado pelo grupo de direito dos animais PETA. “Graças a Andi Davis e sua ação heroica, o cão Elias não só sobreviveu como encontrou um novo lar amoroso”, disse vice-presidente executivo do Peta, Tracy Reiman

Sem mais artigos