Menino de 9 anos vira hit na internet com seu salão de jogos de papelão

Caine criou um verdadeiro

Um salão de jogos caseiro feito com pedaços de papelão transformou um menino de 9 anos de East Los Angeles em um novo fenômeno da internet, depois que seu projeto de verão foi exibido em um documentário curta-metragem que acabou mudando sua vida.

 

O que começou como uma montagem com caixas de embalar trouxe fama e doações acima de US$ 140 mil destinadas a custear os estudos da pequena estrela do vídeo.

Caine Monroy, filho de imigrantes mexicanos, decidiu passar suas férias construindo uma sala de jogos na loja onde seu pai, George, vende peças de automóveis.

O pequeno empreendedor criou jogos de basquete, futebol e até imitou a clássica máquina para pescar presentes com um gancho, tudo construído por ele com tesouras, fita adesiva e engenhosidade.

Caine abriu sua instalação ao público em um humilde bairro de maioria latina e não teve sorte com os clientes até ser descoberto por Nirvan Mullick, que foi até ali buscando uma peça para seu carro.

Impactado pela obra de Caine, Mullick decidiu filmar sua história e surpreendê-lo enchendo sua sala de jogos de pessoas por um dia. Essa experiência foi documentada em “Caine’s Arcade“, uma produção de quase 11 minutos que desde que apareceu na internet no dia 9 de abril alcançou mais de dois milhões de visitas no site Vimeo. “Nunca imaginei algo assim, que crescesse tão rápido e a este nível”, disse Mullick à “Agência Efe”.

A esperança demonstrada pela criança e sua perseverança acabaram comovendo os internautas e até mesmo imprensa local. O jornal “Los Angeles Times” qualificou a produção como “um dos vídeos mais sensíveis do ano”.

“Se transformou em um momento mágico e de inspiração para muita gente”, explicou Mullick, mas não apenas isso. Em vista do alcance do vídeo, no blog oficial ‘Cainesarcade.com‘ foi criada uma conta do PayPal para doações a fim de ajudar a financiar a educação de Caine Monroy.

“A meta a princípio eram US$ 25 mil e no primeiro dia já superamos os US$ 60 mil. Atualmente as doações para essa bolsa de estudos ultrapassam os US$ 140 mil”, revelou Mullick.

George Monroy, o pai do menino, comentou à Efe que “ainda não teve tempo” para assimilar o que está acontecendo.

“Estou dando muitas entrevistas”, afirmou Monroy, que devido ao interesse despertado por seu filho, se viu incapaz de cuidar devidamente de seu negócio durante os últimos dias. Estou perdendo clientes”, disse o pai, que ressaltou que esta euforia tem data de validade. “Em uma semana tudo terá acabado”, previu Monroy que confessou que alguns estúdios de cinema entraram em contato com ele para propor novos projetos.

“Videogames, filmes de animação, filmes de ação real”, enumerou o pai de Caine, que não parece preocupado em como a repentina popularidade pode afetar o filho que segue atendendo em seu salão de jogos todos os sábados.

“Ele está encarando tudo bastante bem. Ele não vai aparecer nos filmes nem nos desenhos. Além disso, quando estiver mais velho, já não será a mesma criança (do vídeo)”, lembrou o pai, acrescentando que seu filho mostrou interesse em dedicar-se ao design de jogos.

Parte do dinheiro arrecadado pagará a formação de Caine Monroy em uma escola especializada em design e o restante será utilizado para financiar uma futura fundação que levará o nome “Caine’s Arcade” e se dedicará a descobrir casos como o do protagonista do vídeo.

“Estamos dando agora os primeiros passos para criar essa fundação”, esclareceu Mullick, cuja vida também foi profundamente modificada por essa experiência. “Se abriram portas e oportunidades, ofertas para fazer filmes e anúncios, muitas coisas. Sempre foi meu sonho conseguir o momento perfeito em um filme”, declarou o diretor. 

Assista ao filme (em inglês) aqui:

Menino de 9 anos vira hit na internet com seu salão de jogos de papelão

Sem mais artigos