A gente adora falar que na Suécia as coisas são muuuuito melhores, e esta notícia só vem para comprovar. Conheça Roger Tullgren, um metaleiro de seus 40 e poucos anos.

Roger, à direita, é viciado em metal. O gênero musical, tá?

Roger, o cabeludo à direita, não vive sem seus devil horns.

O cara, que é coberto de tatuagens, diz ser dependente em metal. Mas não pense que é nesses que a gente encontra na tabela periódica: Tullgren é viciado em heavy metal. YEAH! Para atestar e dar fé que, sim, isso é algo passível de aposentadoria por invalidez, ele se consultou com três psicólogos diferentes, que afirmaram que esta dependência pode ser perigosa.

“Eu venho tentando há mais de dez anos me classificar como deficiente”, disse Roger em entrevista ao veículo The Local. “Depois de falar com três especialistas, eles finalmente concordaram que eu precisava me aposentar para não ser discriminado”, arrematou o homem que só conseguiu manter um emprego como lavador de pratos, sob a condição de poder sair cedo para ir a shows e também tocar seus álbuns preferidos no trabalho. ARRÃ. Nunca ninguém foi tão longe para arrumar uma desculpa pra não ter mais que trabalhar na vida. Parabéns, Roger!

 

Sem mais artigos