O Cazaquistão, um dos dez países com maior território do mundo, mostra na Feira Internacional de Turismo de Madri (Fitur), inaugurada nesta sexta-feira, as muitas oportunidades que o país oferece aos visitantes.

O embaixador do Cazaquistão na Espanha, Bakhyt Dyussenbayev, e o presidente do Comitê de Turismo local, Marat Igaliyev, foram os responsáveis por apresentar ao público as atrações turísticas de sua terra.

“É um país único, com estepes, grandes montanhas e vários tipos de clima”, disse o Igaliyev.

Segundo o presidente do Comitê de Turismo, a antiga capital, Almaty, “tem um dos maiores centros de esqui do planeta e está se adaptando para atender as necessidades mais requintadas dos esquiadores”.

Igaliyev destacou também que Astana, capital do Cazaquistão há cinco anos, é uma das “cidades mais modernas da Ásia”.

Além disso, acrescentou que no sul do país se encontram “importantes vestígios históricos da cultura oriental”.

Astana receberá em 2017 a Exposição Universal, um dos eventos para o qual o Cazaquistão está preparando desde que ganhou o direito de sediar a mostra.

“É a oportunidade que o Cazaquistão tem para mostrar ao mundo o progresso alcançado desde a independência (da antiga União Soviética)”, afirmou o presidente do Comitê de Turismo.

Já o embaixador do Cazaquistão na Espanha argumentou que apesar do evento estar programado para Astana, trata-se de uma “oportunidade de desenvolvimento para todo o país, que se beneficiará da mostra Universal”.

O diplomata frisou também que a exposição terá grande importância pois dará “oportunidade de conhecer o país para mais de cinco milhões de visitantes”, número previsto de público do evento.

O estande do Cazaquistão na feira em Madri reúne entre suas paredes a modernidade e a tradição do país. Uma manada de cavalos em uma pradaria comprova o carinho e a devoção que este povo nômade tem por esse animal, meio de transporte e elementos essencial na gastronomia cazaque.

As montanhas, os cânions e as grandes estepes atraem o visitante por meio de fotografias, que mostram várias formas de se desfrutar da natureza. As trilhas a pé e os caminhos para bicicleta e cavalo são algumas das oportunidades oferecidas ao turista.

O parque nacional de Charyn, reserva da natureza, as grandes dunas em movimento constante pelo vento e a estação de esqui são os grandes atrativos da região da antiga capital, Almaty, enumerou Sagynbay Kulsharipov, membro do Comitê de Turismo do país asiático.

A rota da seda, que percorria mais de 2.500 quilômetros de território cazaque, e os templos de Turquestão, Otrar e Saraychik formam parte do chamado turismo cultural, comentam os integrantes do comitê.

E a caça e a pesca são dois esportes que atraem os turistas de elite, explicou Kulsharipov.

Sem mais artigos