Catherine tem 48 anos e uma paixão obsessiva: uma boneca de plástico que ela diz ser sua alma gêmea há oito anos. A moradora de Washington (EUA) ganhou o brinquedo, batizado de Volo, de um ex-namorado, desde então, tornou-se dependente do objeto.

“Volo é meu melhor amigo. Ele é minha alma gêmea. Algumas pessoas meditam, algumas tomam remédios para depressão, eu tenho Volo”, explica a mulher no programa My Strange Addiction, do canal “TLC”.

Durante a atração televisiva, é possível ver Cat levando Volo a lugares inusitados como shopping, um passeio de caiaque (!) e para dormir com ela. A obsessão em acreditar que a boneca de plástico “é gente como a gente” é tanta que a mulher chega a tentar alimentá-la e ainda oferece vinho ao brinquedo…

Quem não gosta muito de tanta dedicação a uma peça de plástico é o novo namorado de Cat, Dan, que obriga a mulher a visitar um psicólogo, para tentar se ver livre do vício. Será que ela consegue se separar de sua alma gêmea?

Sem mais artigos