Nina conseguiu escapar de uma cova após ser enterrada viva

Um caso de tentativa de homicídio chamou a atenção dos moradores do vilarejo de Maryanske, na Ucrânia. Uma mulher de 57 anos foi enterrada viva por dois homens bêbados, que invadiram a sua casa e a espancaram com um taco de beisebol.

Nina Rudchenko estava sozinha em casa quando teve o lugar invadido por dois irmãos, que não tiveram os nomes revelados. Eles a torturaram por cerca de duas horas antes de bater com o taco de beisebol na cabeça da mulher de 57 anos.

Depois, a levaram até um cemitério e cavaram a cova, jogando o corpo de Nina no buraco. Achando que ela estava morta, cobriram com terra e depois deixaram o local. “Eles começaram a jogar terra em cima de mim. Cobri o rosto com as mãos para tentar salvar um pouco de ar”, disse ela ao jornal Daily Mirror.

Assim que se viu sozinha, a ucraniana se debateu desesperadamente, cavando a terra para tentar escapar antes de perder totalmente o ar. Nina conseguiu deixar a cova e caminhar por alguns metros por uma estrada até desmaiar novamente, sem forças.

Ela contou que foi encontrada por uma mulher na beira da estrada, que chamou a polícia por não saber se estava morta ou não. Levada a um hospital, Nina teve constatada uma concussão cerebral e fraturas no maxilar e no nariz, mas passa bem. Os irmãos foram encontrados e indiciados por tentativa de homicídio.

Sem mais artigos