Kelly Cochran

Um novo documentário do Investigation Discovery intitulado Dead North revela que Kelly Cochran pode ter usado os restos mortais do suposto amante Christopher Regan em um hambúrguer servido para para vizinhos. A história do ato de canibalismo viralizou nas redes sociais.

Um amigo que participou do documentário descreveu comer um hambúrguer de sabor estranho sem perceber na época que poderia ser humano, revelou o programa televisivo.

Kelly Cochran foi sentenciada à prisão perpétua sem liberdade condicional em maio de 2017, depois que um júri no condado de Iron, Michigan, a condenou no assassinato de Regan três anos antes.

Em abril de 2018, ela foi condenada a 65 anos de prisão por matar seu marido Jason Cochran. Ela disse à polícia que aplicou uma overdose de heroína nele e o sufocou até a morte.

Kelly disse, antes, que o marido havia baleado Christopher e o matado. Eles teriam um pacto feito na noite de núpcias que matariam o amante do outro, caso isso ocorresse.

O documentário narra a investigação por meio de entrevistas, filmagens e conversas em salas de interrogatório.

Kelly Cochran

Kelly Cochran
Kelly Cochran
Kelly Cochran
Kelly Cochran
Kelly Cochran
Kelly Cochran
Kelly Cochran
Kelly Cochran
Kelly Cochran

 

 

Mulher é suspeita de servir carne de amante em hambúrguer

Sem mais artigos