Milhares de pessoas tomaram as ruas do centro do Rio de Janeiro neste sábado (09) para festejar o carnaval ao ritmo do bloco “Cordão do Bola Preta”, que tenta obter o recorde de maior bloco de carnaval do mundo.

A multidão partiu no começo da manhã das imediações da igreja da Candelaria, no centro da cidade, e avançou pela avenida Rio Branco até a praça da Cinelândia.

Enquanto dançavam ao ritmo de samba e das alegres machinhas de carnaval, as pessoas, fantasiadas de tudo o que se pode imaginar, se movimentavam, lançavam jatos de espuma e bebiam cerveja e água.

Todos os tipos de fantasias, como piratas, super-heróis, personagens de contos infantis, bombeiros, vikings, Mario Bros, dançarinas árabes, enfermeiras, policiais, marinheiros, anjos, entre outros, se misturaram entre a multidão de pessoas que tomaram a avenida Rio Branco e suas imediações.

“O carnaval do Rio só começa quando o Bola Preta vai para a avenida. O Bola é uma instituição do Rio e nos sentimos muito honrados por isso”, disse a jornalistas o presidente do bloco, Pedro Ernesto, antes do início do desfile.

O “Cordão do Bola Preta” e a Riotur pretendem reunir 2,5 milhões de pessoas para que os fiscais do Livro dos Recordes (Guinness Book), que foram convidados para o carnaval, certifiquem este bloco como o maior do mundo.

No ano passado, o Bola Preta reuniu cerca de dois milhões de pessoas, segundo cálculos da Polícia Militar.

Para bater o recorde, o “Cordão do Bola Preta” precisa superar a multidão que o Galo da Madrugada, que também desfila no sábado, reúne no Recife, que de acordo com organizadores, é de cerca de 2,5 milhões de pessoas. 

Sem mais artigos