A Nasa informou nesta quarta-feira que detectou um problema no sistema de refrigeração da Estação Espacial Internacional (ISS), mas assegurou que os seis astronautas que a ocupam não estão em perigo e uma evacuação não será necessária.

O problema surgiu em uma das duas bombas externas de refrigeração da ISS, que registrou uma temperatura anômala, de acordo com a agência espacial americana.

Os engenheiros da missão estão avaliando se um software será suficiente ou se, pelo contrário, será necessária uma caminhada espacial para resolver o mal funcionamento do sistema de refrigeração.

A situação não representa uma emergência, mas obrigou uma paralisação nas operações normais da ISS, ocupada atualmente por três astronautas russos, dois americanos e um japonês.

A ISS completou no último mês de novembro 15 anos com planos de prolongar sua existência por pelo menos mais uma década.

A estação espacial, que é integrado por 11 módulos, além de placas solares e outros equipamentos robóticos, abriga uma tripulação de seis pessoas de maneira permanente desde 2009.

A agência espacial russa, Roscosmos, a Nasa, a agência especial europeia (ESA) e os demais países envolvidos no projeto definiram que a ISS funcionará pelo menos até 2020.

Sem mais artigos