Se algo parece demasiadamente “compartilhável” no Feicebuquerson (vulgo Facebook), suspeitem, pessoas bonitas da internet: pode ser um viral tão falso quanto nota de R$ 30. Lembra de quando o Chiquinho Scarpa enterrou um carro Bentley? Era campanha de doação de órgãos. Lembra de quando um cara chamado Daniel perdeu o amor dele na balada? Era propaganda da Nokia. Lembra de quando… enfim, provavelmente era viral.

Nas fotos e nas legendas da galeria de fotos aqui em cima, o Virgula Inacreditável, que não gosta de ser enganado por publicitário chulezento, selecionou os momentos em que fomos feitos de trouxa por campanhas virais. Dá um check it out.

Sem mais artigos