Muitos devem achar uma mistura perigosamente deliciosa. Porco e fogo daria uma bela porção de bacon. Mas em Avon, na Inglaterra, lugar de porco não é na cozinha, e sim junto ao corpo de bombeiros. 

A ideia surgiu na com a história de um porquinho, em particular. Dominic perdeu o dono há um ano e foi parar em um abrigo para animais. Sempre bem sociável e querido, Dominic era conhecido por suas estripulias e capacidade, sem igual, de tentar fugir do local. 

Pensando nisso, os colaboradores do local decidiram que Dominic teria uma missão de vida: treinar o corpo de bombeiros a lidar com animais fugitivos. 

Com essa parceria, o porquinho faria o que mais gosta, e os bombeiros aprenderiam a lidar com esse tipo de situação, sem machucar os bichos.

Bombeiros recebem treinamentos para essas situações, mas em Avon, é a primeira vez que eles terão aulas praticas. 

De acordo com o jornal “Metro News”, a tarefa da corporação não é fácil. E Dominic faz questão de que não seja mesmo. Mas os bombeiros precisam agir rápido para levar o porco de volta para a fazenda são e salvo.  

A treinadora Dawn Watkins, responsável pelo curso, diz: “Muitos bombeiros não tiveram nem contato com os animais, e não fazem ideia de como lidar com um, e não sabem interpretar a linguagem corporal do bicho”. 

Segundo ela, os bombeiros falam que resgatar animais presos ou foragidos é sempre  um desafio, e que o treinamento tem ajudado eles. 

O curso dura um dia inteiro. Os bombeiros começam na sala de aula, tendo a parte teórica do treinamento, e logo vão a campo, encarar Dominic. 

Depois disso? Missão cumprida, para o porco e para os bombeiros. 

Sem mais artigos