A Polícia da Espanha, com a colaboração da belga e da holandesa, desmantelou uma quadrilha de mulas que usava bebês para transportar cocaína de avião da América do Sul à Europa, sem levantar suspeitas, escondendo a droga, inclusive, na fralda das crianças.

Como informou a Polícia nesta segunda-feira (28), 20 pessoas foram detidas – 16 na Espanha, duas na Bélgica e duas na Holanda – que voavam da América do Sul com pacotes que variavam de um a cinco quilos de cocaína.

LEIA TAMBÉM: Homem é preso tentando contrabandear beija-flores na cueca

Ao todo, os agentes apreenderam 11 quilos de droga. As investigações começaram com pessoas residentes na cidade espanhola de Zaragoza, que poderiam estar introduzindo cocaína por meio de mulas e em fundos falsos de malas de viagem.

A Polícia descobriu que a rede organizava o transporte de entorpecentes da América do Sul com destino ao aeroporto de Schiphol na Holanda.

A informação foi repassada às autoridades holandesas, que prenderam um casal espanhol que viajava com um bebê e transportava 1.574 gramas de cocaína colados ao corpo e escondidos nas fraldas de seu filho.

No fim de setembro, três dominicanos investigados em Zaragoza foram até Madri para receber um quilo da mesma droga.

Nos meses seguintes, novos envios de drogas foram interceptados e outras pessoas foram detidas, muitas delas no aeroporto de Barajas em Madri.

Na fase final da investigação, os dois principais responsáveis da organização na Espanha foram presos quando realizavam uma transação de droga a varejo.

Sem mais artigos