A nadadora americana Diana Nyad, especialista em travessias de longa distância em mar aberto, iniciou nesta terça-feira (08) um evento em que nadará durante 48 horas no centro de Manhattan para arrecadar fundos que serão destinados aos desabrigados em consequência do furacão “Sandy”.

Diana, de 64 anos, se tornou em 2 de setembro a primeira pessoa a nadar desde Cuba até a Flórida (EUA) sem uma jaula de proteção contra tubarões, em uma travessia de mais de 52 horas.

Após completar essa façanha, Diana anunciou sua aposentadoria das longas travessias para se concentrar em eventos beneficentes.

Desde as 8h30 local (9h30, horário de Brasília) desta terça-feira, Diana nada em uma piscina de duas raias, 37 metros de comprimento e 160 mil litros de capacidade instalada na Herald Square, em Manhattan (Nova York) e além disso será acompanhada de forma contínua.

Os acompanhantes serão desde alguns famosos, como os nadadores e medalhistas olímpicos Nastia Liukin e Ryan Lochte, até vítimas de “Sandy”, membros de serviços de emergência e pessoas que façam contribuições por nadar a seu lado e contribuir com o evento benéfico.

Nascida em Nova York, Diana procura com o evento arrecadar fundos para os desabrigados pelo furacão “Sandy”, que devastou a região em 29 de outubro do ano passado, destruindo e danificando milhares de casas.

“Há milhares de pessoas ainda sem casa, nos esquecemos deles?”, assinalou a nadadora em declarações antes do evento.

Sem mais artigos