As autoridades equatorianas declararam culpado de delito ambiental um cidadão alemão que em julho do ano passado tentou tirar das Ilhas Galápagos quatro iguanas terrestres de uma espécie considerada como “vulnerável”, segundo informou neste sábado a Direção do Parque Nacional Galápagos.

As autoridades julgaram culpado “pelo delito de extração de espécies” o cidadão alemão Dirk Bender durante a audiência de julgamento, segundo o órgão em comunicado.
Bender, que foi detido e deve pegar uma eventual pena de até quatro anos de prisão, foi acusado pela Direção do Parque Nacional Galápagos “por haver alterado o ecossistema local do arquipélago ao tentar extrair sem autorização quatro iguanas terrestres”.

Os magistrados se pronunciarão dentro dos próximos três dias sobre a sentença que o cidadão alemão deverá cumprir.

Os animais pertencem à espécie Conoluphus subcristatus, catalogada como “vulnerável” pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

O Parque proíbe tirar animais ou plantas das Ilhas Galápagos, declaradas Patrimônio Natural da Humanidade em 1978, e que por ficar a cerca de mil quilômetros do litoral continental contam com um alto número de espécies frequentes.

Um alemão é declarado culpado de tentar tirar iguanas de Galápagos

Sem mais artigos
Sair da versão mobile