Sono durante o dia. Quem nunca?

Não é para menos. Teoricamente, segundo ideias velhas do trabalhismo do século 19, um dia equilibrado teria oito horas de trabalho, oito de lazer  e oito de descanso.

No entanto, quem consegue dormir oito horas com as tarefas acumuladas? Para terminar aquela série que estamos atrasados (tempo de lazer) ou estudar de madrugada para a prova no dia seguinte, usamos o tempinho que seria o momento de descanso. 

O que acontece depois? Esse GIF abaixo pode te dar um dejavu.

sono no metrô

Por isso, já listamos no Virgula objetos inacreditáveis que dão aquele help para dormir em qualquer lugar ou situação.

Na galeria de fotos acima, você confere o colchão inflável para dormir no banco de trás do carro, barraca para dormir em árvore, capuz de moletom inflável, travesseiros de diversos tipos e até terno adaptável para um cochilo revigorante.

Um dos utensílios mais interessantes é o suvet. Ele é uma mistura de roupa de trabalho e edredom, criado pela redes de hotéis Jurys Inn, em Londres.

Hummm. Nada mal para um dia frio, né? Mas aqui no Brasil, não sei não… Olha o vídeo abaixo

E pelo jeito não somos os únicos que dormimos pouco no mundo. Os japoneses não conseguem ter seis horas de sono (talvez por isso eles inventem tantas bugigangas para cochilo). No infográfico abaixo, os australianos são o povo que chegam mais perto do ‘tempo adequado’. Na terra do canguru eles domem ‘sete horas.  ¯\_(ツ)_/¯.

Alô, patrões! Vamos liberar um tempinho e local adequado para uma sesta. Cochilo depois do almoço ajuda. #ficaadica.

Infográfico sobre horas de sono com informações da revista Superinteressante

 

Sem mais artigos