O americano Chase Culpepper, de 16 anos, foi obrigado a retirar toda a maquiagem para fazer a foto da carteira de motorista. E agora, com o apoio do Transgender Legal Defense & Education Fund, grupo de direitos transgêneros, o jovem quer o direito de tirar uma foto maquiado, do jeito que ele gosta, para o documento.

Depois que o adolescente teve sua maquiagem chamada de disfarce, o grupo de direitos trangêneros enviou uma carta para o Departamento de Veículos Motorizados da Caroline do Sul em nome dele, onde afirmam que os direitos constitucionais de Culpepper foram violados.

Segundo um representante do Departamento de Veículos Motorizados, é improvável que haja a troca da imagem por conta de uma cláusula da licença de motorista; a cláusula diz que em nenhum momento, o candidato pode ser fotografado quando parece que ele ou ela está propositadamente alterando sua aparência para que a foto deturpe sua identidade.

“Isso é quem eu sou, e minha roupas e maquiagem refletem isso.  Departamento de Veículos Motorizados não deveria ter me forçado a remover a maquiagem simplesmente porque minha aparência não atende às suas expectativas de como um rapaz deve se parecer. Só quero a liberdade de ser quem sou, sem o departamento me dizer que, de alguma forma, não sou bom o suficiente”, diz Culpepper em entrevista ao Huffington Post.

Sem mais artigos