Todos acreditam que para ser modelo é preciso ser alto, ter um corpo escultural e, claro, ser uma pessoa bonita. Mas os empresários Lucy  Greene e Pandora  Lennard estão tentando mudar esse estereótipo e por isso criaram a agência Anti-agency, que seleciona seus profissionais através de uma análise da personalidade e estilo, descartando, muitas vezes, a aparência física.

Desta forma, a principal busca pelos novos rostos da agência é feita através das redes sociais, shows e galerias de arte, onde eles afirmam encontrar pessoas interessantes.

Uma das referências de profissionais com personalidade para os donos da agência londrina, que atualmente já conta com 100 modelos, é a top Cara  Delevingne.

“Nós não procuramos os modelos estereotipados, mas os meninos e meninas com grande personalidade, bom estilo, carisma e passatempos interessantes; o pacote ‘todo'”, disseram Greene e Pandora em entrevista ao Daily  Mail.

Sem mais artigos