Caminhando pela cidade de Taiwan, as amigas designers Chay Su e Rika Lin constataram que as bolsas das vitrines não estampavam nenhuma grande novidade e resolveram colocar toda sua criatividade em ação. Nasceram então as primeiras bolsas em 2D conhecidas no mundo. As peças são impressionantes e parecem ter saído de um desenho animado ou feitas de papel.

O sucesso foi tanto que logo começaram a fabricar em grande escala e hoje elas comandam a grife Jump From Paper. Sites internacionais de compras já possuem suas versões de bolsas cartoon. No Ebay, por exemplo, é possível encontrar diversos vendedores que precificaram as suas a partir de US$ 13 dólares.  

Revelando a fórmula

O segredo do efeito esta nas cores fortes usadas que contrastam com a costura escura e a sobreposição de tecidos montados sob a perspectiva correta que dá a sensação de que elas  saltaram do papel para virarem um acessório real.

Todas são feitas de tecido de verdade, geralmente em nylon ou lona e são mais finas e durinhas do que bolsas mais comuns.

Na galeria acima você verá os diversos modelos disponíveis:

Sem mais artigos