Depois de muitas suposições e mistérios, a Dior finalmente anunciou seu novo diretor criativo: Raf Simons. O estilista belga, que trabalhava para a Jil Sander, entra para o time da maison para substituir John Galliano, demitido há mais de um ano devido ao escândalo causado por suas declarações antissemitas. 

Segundo comunicado divulgado pela grife, Simons, de 44 anos, será o responsável pela Alta Costura Feminina, prêt-à-porter e acessórios e deve apresentar sua primeira coleção em julho. A casa francesa o classificou como “um dos maiores talentos de hoje em dia” e garantiu que, destinado a seguir o legado do criador francês Christian Dior o belga levará o “icônico estilo da casa Dior ao século 21”.

Em entrevista ao jornal The New York Times, Simons disse que não se preocupa com a pressão de comandar uma grande maison. “Sou uma pessoa que assume responsabilidades”.  

Sem mais artigos