Famosas usando looks Alexander McQueen

Bjork e Alexander McQueen em 2008.

Há dois anos a morte Alexander McQueen chocou o mundo da moda. Aos 40 anos de idade, o estilista consumiu um coquetel de cocaína, soníferos e tranquilizantes antes de se suicidar, em 11 de fevereiro de 2010, devido a uma suposta crise emocional pela morte de sua mãe, Joyce McQueen,  dois dias antes.

McQueen largou a escola aos 16 anos para virar aprendiz dos tradicionais alfaiates Anderson & Shepard da Savile Row. Em seguida, partiu para a empresa de figurinos teatrais Angels and Bermans, onde aprendeu as mais variadas técnicas de corte e costura. Em Milão, passou pela equipe de Koji Tatsuno e Romeo Gigli. Ao retornar a Londres, formou-se na renomada Central Saint Martins e em 1992, sua coleção de formatura impressionou a editora de moda da revista Tatler, Isabella Blow, que comprou todas as peças.

Em 1996, McQueen foi convidado pela Givenchy para assumir o posto de diretor criativo da grife. Ficou na maison até 2001, quando parte da marca Alexander McQueen foi vendida ao conglomerado de luxo PPR, rival do grupo LVMH, que controla a Givenchy. Em quase duas décadas de moda, o estilista recebeu os mais variados prêmios. Foi quatro vezes eleito designer britânico do ano (1996, 1997, 2001 e 2003) no British Fashion Awards. Em 2003, foi eleito melhor designer internacional pelo CFDA e recebeu a medalha da ordem do império britânico das mãos da rainha Elizabeth.

Tornou-se, em 1996, designer-chefe da Givenchy, onde trabalhou por cinco anos. Meses antes do fim do contrato, vendeu 51% da marca Alexander McQueen para a Gucci, grife da qual virou diretor criativo. Desde então, o império McQueen expandiu-se. Ao longo da carreira, ganhou quatro vezes British Fashion Awards, levou o troféu de designer internacional do ano  pelo Council of Fashion Designers dos Estados Unidos. Em 2003, foi eleito melhor designer internacional pelo CFDA e recebeu a medalha da ordem do império britânico das mãos da rainha Elizabeth.

McQueen era o estilista preferido de estrelas como Lady Gaga, Rihanna e do Príncipe Charles. Abertamente gay, se casou com o cineasta George Forsyt, numa cerimônia em Ibiza, em 2000. A top Kate Moss foi sua dama de honra. Antes de morrer, o estilista britânico ainda deixou um bilhete pedindo à família que cuidasse de seus cachorros.
    
Apesar da tragédia, o legado de McQueen continuou vivo nas mãos de Sarah Burton que foi sua fiel assistente por mais de 15 anos trabalhando a seu lado. 

Relembre suas criações e confira algumas criações na galeria acima.

Dois anos sem Alexander McQueen: relembre a carreira do estilista

Sem mais artigos