A Dolce & Gabbana tem chamado atenção nos bastidores fashionistas, mas dessa vez não é por causa de nenhuma coleção nova. Uma juíza de Milão abriu nesta última sexta-feira (19) um processo contra Domenico Dolce e Stefano Gabbana, os fundadores da marca, acusando a dupla de fraude fiscal.

Ao que parece, os dois estão mesmo em maus lençóis, já que os valores desviados giram em torno de US$ 1,4 bilhão. E não para por aí! O processo ainda inclui que Domenico e Stefano teriam criado uma empresa fantasma – a Gado – em Luxemburgo para evitar o fisco italiano, no entanto, ela é administrada de fato na Itália.

Até o momento, nenhum dos dois acusados se pronunciou sobre o caso.

Sem mais artigos