Kelly Osbourne suou para conseguir abandonar a característica de “gordinha” que carregou durante anos e hoje desfila por aí um corpo bem mais esbelto. Em entrevista ao site da Glamour, ela falou sobre o desafio, disse que acima de tudo aprendeu a se amar e deu algumas dicas sobre como ter mais confiança no próprio corpo. 

“Quando você é uma FFP (former fat person, em tradução livre: ex pessoa gorda), você percebe que as pessoas sempre usarão isso para te intimidar. Ainda não me considero magra. Mas trabalhei duro para mudar o meu corpo ao longo dos anos e, no processo, eu realmente aprendi a me amar. Eu quero que você se ame também”, disse. 

Veja os trechos principais das dicas de Kelly:

Encontre o seu lado positivo

“Nós não reconhecemos a nossa própria beleza porque estamos ocupadas demais nos comparando a outras pessoas. Não somos a Gisele Bündchen, nem a Beyoncé. Se olhe no espelho e tente encontrar algo que você gosta. Pense: ‘eu tenho isso e um monte de outras pessoas não’. 

Ignore as vozes do mal

“Sim, é um desafio para encontrar o lado positivo, às vezes. Levei um tempo para chegar lá, não vou mentir. Quando eu acordo de manhã e olho no espelho digo: ‘Oh, meu Deus, eu pareço tão terrível’. Então eu penso: ‘Espere um segundo! Não tenho trabalhado tão duro por tanto tempo para voltar a ser aquela pessoa novamente’. É como ter um demônio em um ombro e um anjo do outro, e eu faço o meu melhor para ignorar o diabo”.

“Às vezes é necessário não ouvir a opinião de outras pessoas. “Foi o que aconteceu comigo e com Christina Aguilera. Ela me chamou de gorda por anos. Mas uma noite, no Fashion Police, eu disse que ela estava gorda demais. Eu não disse que eu não era gorda, mas disse que agora ela sabia como eu me sentia”. “Um passo importante é ignorar o que te coloca para baixo. Por isso, reavalie os seus amigos e siga em frente. Você não precisa desses tipos de pessoas em sua vida”.

Não se obrigue a usar um biquíni

“A primeira vez que eu realmente usei um biquíni foi há dois anos. E quem disse que você precisa disso? Se quiser usar um maiô retrô, use! Você deve se vestir para si mesma, se alguém não gostar foda-se”

Não queira copiar outras pessoas

“Em novembro do ano passado eu pintei o cabelo grisalho. Eu fiz isso por causa de um recorte de revista que eu encontrei quando eu tinha 13 anos e porque eu sou obcecada por The Golden Girls. Eu me sinto bem na minha própria pele, porque eu aceitei o fato de ser quem eu sou eu. Todo mundo é diferente”. 

Sem mais artigos