Marina Sena estrela capa digital da Glamour Brasil deste mês

Com uma carreira em ascensão, a cantora Marina Sena é a capa digital de julho da revista Glamour Brasil. Em entrevista, a mineira de Taiobeiras contou sobre sua carreira meteórica, fama, haters, as expectativas de dividir o palco com Luísa Sonza no Rock in Rio, amizades, curiosidades sobre o primeiro disco, planos para o futuro e muito mais.

> Siga o novo Instagram do Virgula! Clique e fique por dentro do melhor do Entretê!

Confira alguns trechos abaixo:

Glamour: O que aconteceu, que não estava nos seus sonhos, e mais te surpreendeu positivamente?

Marina Sena: Quando eu comecei a me envolver mais no mundo dos famosos, tiveram vários casos de pessoas que, na televisão, parecem ser banhadas a ouro, mas quando você chega perto, vê que ela está no corre igual a você. Cheguei à conclusão que o luxo é uma mentira. São horas se arrumando para ter cinco segundos de luxo. Isso me deixou mais tranquila. Me deu a sensação de que eu vou continuar sendo uma pessoa que vai continuar correndo atrás, sonhando. Não pode parar

de sonhar em momento algum.

Glamour: E negativamente?

Marina Sena: Eu sinto que não posso falar mais nada. Essa é a realidade. Tudo o que você diz repercute. É impossível mudar de opinião. As pessoas te congelam, tiram a sua humanidade. Na época que eu descobri o hate, descobri que ele nunca acaba. Não é uma fase de hate, é uma vida. Eu fiquei assustada com a exposição. Mas, quando vejo alguém falando mal de mim na internet,

e tenho certeza de que se ela ficasse dez minutos perto de mim, com certeza iria me amar! (risos)

Glamour: Falando em amizades, você irá dividir o palco do Rock in Rio com a Luísa Sonza. O que aproximou vocês?

Marina Sena: Além de ser muito legal, ela é muito, mas muito artista. A Luísa vive tudo intensamente. Ela tem o perfil, a personalidade de artista. Nós nos identificamos muito uma com a outra.

Glamour: Muitos artistas têm medo de encontrar a felicidade em relacionamentos e pararem de ser criativos. Como você enxerga isso?

Marina Sena: Eu me preocupava muito sobre essa ideia de casar. Ficava achando que minha criatividade ia morrer. As pessoas às vezes limitam os artistas. De vez em quando, penso que as pessoas gostam de mim porque, hoje em dia, tenho certos atributos. Mas e quando eu não tinha nada? E, então, você chega na conclusão de que elas gostavam de você.

Não são as roupas, da produção musical. Claro, isso faz com que as pessoas olhem mais para você. Mas a primeira coisa, e é o que fica, é que as pessoas gostam de você. Não é sobre o seu relacionamento que acabou, e você escreveu sobre isso. É sobre a sua visão. Então é sobre você.

Marina Sena estrela capa digital da Glamour Brasil deste mês

Sem mais artigos