Se você é minimamente conectado às redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter deve estar poder dentro da modinha da vez: a “barriga negativa”.

A obsessão pelo abdome tanquinho se tornou popular entre celebridades como Adriane GalisteuLuciana GimenezLuiza Brunet e Bárbara Evans e sonho de consumo para anônimas. A magreza exagerada de algumas famosas tem gerado desde comentários endeusando o biotipo, até críticas de pessoas revoltadas com o culto ao corpo cada vez mais seco e sem curvas.

Ironizando toda a polêmica, eis que surge a “Penne nela!“, uma página do facebook que promove uma campanha para alimentar a modelo Izabel Goulart (cujo a magreza excessiva causou rebuliço nas redes recentemente depois que a top postou uma foto de biquini).

A “Penne nela” se define como “Lambança gastronômico engordativa para salvar Izabel Goulart de morte por ‘corpo perfeito’. Izabel Goulart querida, your lack of Bacon is disturbing! Comovidos pelas sua magreza biafrense os voluntário da Igreja Lipídica Só o Bacon Salva te oferecem uma grande macarronada á carbonara! Esqueça a estética das passarelas, venha para luz! Bacon é Vida”.

Lançou a moda

A moda lançada pela “Angel”, Candice Swanepoel, quando postou uma imagem da própria barriga nas redes sociais. Porém, da mesma forma que existem as famosas que aderem a moda, também existem as que são contra, com Yasmin Brunet. A modelo diz que não é legal incentivar a nova moda. “Não é saudável. A não ser para alguns biótipos que já tem essa barriga mais para dentro. Não é saudável incentivar esse nome dizendo que isso é beleza”.

Veja na galeria acima as celebridades e suas barrigas negativas:

Sem mais artigos