Após ter um filho, o corpo da mulher muda e aceitar essa mudança é muito difícil para muitas delas, afinal, aparecem as estrias, a flacidez, e com tudo isso, muitas acabam optando por cirurgias plásticas a fim de tentar recuperar o corpo de antes.

A australiana Taryn Brumfitt tem três filhos e, ao contrário de muitas mães, se sente muito confortável e orgulhosa com o corpo que possui hoje em dia, mas isso nem sempre foi assim. Antes de ter sua última filha, ela possuía um físico esportivo e escultural, porém seu corpo foi completamente modificado, e quando ela estava prestes a encarar o bisturi percebeu que, após a cirurgia, não poderia ser exemplo de satisfação consigo mesma para a filha. Foi neste momento em que surgiu o projeto Body Image Moviment (Movimento Imagem do Corpo, em tradução livre).

O projeto, atualmente, conta com mais de 40 milhões de fãs no mundo inteiro e é por meio das redes sociais que acontece a maior atuação das mulheres por essa causa.

Depois de receber tanto apoio e conhecer, mesmo que indiretamente, tantas histórias de mulheres que não se envergonharam do corpo que adquiriram após a gestação, Tayrin decidiu produzir um documentário chamado Embrace (Abraço, em tradução livre), que irá explorar por que a aversão ao corpo é tão comum e o que podemos fazer para mudar essa realidade.

Segundo informações do Huffington Post, ela admitiu que o processo de deixar de odiar seu corpo para poder amá-lo não foi nada fácil.

“Me exigiu muito esforço, tempo e energia, mas posso dizer que não há nada melhor do que amar profundamente o seu corpo, com todas as suas saliências e inchaços e contar para as pessoas que elas podem descartar seus ideais de beleza”, afirmou Tayrin.

Sem mais artigos