André Phergon:

Participando do projeto, o esilista tem uma afinidade com o streetwear e o esportivo. Trabalhou em marcas como a Ecko, e colocou na passarela nada mais do que tecidos leves, com alhum brilho e um bom styling. A beleza assinada por André Veloso da Glloss, era uma mistura. Alguns entravam com uma faixa preta no rosto, as mulheres num make carregado com delineador e um bocão vermelho. Os cabelos, aleatórios, eram ditados pela beleza de cada modelo.

Raquel Gaeta:

Insistindo em roupas leves e com volume, a estilista Raquel Gaeta trouxe cores claras para sua apresentação, vestidos quadrados como o de estampa de oncinha. O mais ousado do desfile. O vestido azul com o casaqueto branco foi o destaque.
A beleza assinada por Jayme Vasconselos da Glloss, trazia o cabelo frisado e preso em um coque-trança. As meninas tinham a pele leve, com bastante gloss para dar brilho, maçãs do rosto marcadas com blush líquido e o mesmo gloss do rosto para a boca.

Valencio Lemes:

Um desfile ótimo de se ver, cheio de acessórios diferentes e uma ispiração pra lá de esquisita. O processo, de Franz Kafka, fora a inspiração para peças escuras, cheias de costuras e detalhes. Ternos quadradões, mangas avantajadas, e sapatos de bico fino animaram a platéia. A beleza assinada por Cris Biato da Glloss, era leve. Rosto apenas com correção, e brilho molhado nas maçãs. O casting era composto de meninos sardentinhos!

Toni Jr.:

Extremamente atual, o estilista Toni Jr. trouxe sua experiência como dono de brechó e montou uma coleção super romântica, meio boho-chic. As mangas se destacam, os vestidos são largos e com recortes, estampas em patchwork, tudo oversized. Destaque para o mantô escuro lindo. A beleza assinada por Max Weber mostrou que quem sabe, faz. Max respeitou a beleza de cada modelo, fazendo looks lights, mas também alguns rostos com desendos e brilhos. Desenhos geométricos e máscaras também não faltaram.

Projeto Lab mostra estilistas novos no pedaço

Sem mais artigos