André Cavalcanti, que acabou de sair do programa Fama, da rede Globo, fez uma participação no show do B5, no Na Mata Café, nesse último domingo. O Virgula estava por lá e bateu um papo com o cantor.

Decidiu seguir a carreira de músico desde os 26 anos. Hoje, com 29, está traçando um
rumo firme para sua carreira. “Estou batendo um papo com muita gente da área
musical. É sempre bom ter contatos. O pessoal mesmo da Boom Records, gravadora do
disco atual do B5, passou por aqui e me elogiou. Vou ficar aqui por um tempo e depois
volto para minha cidade natal, Fortaleza. Pretendo seguir minha carreira, não importa se solo ou não, mas as pessoas que tocam na minha banda, Drive-In, irão sempre me acompanhar.”

Desde que saiu do programa já é reconhecido nas ruas e isso que é legal, o reconhecimento é bom. “Todo mundo fala que eu merecia ficar até o final!”, diz o cantor, que tem uma banda e já tocou com Cláudio Zoli.

Também deu sua opinião como músico sobre o B5: “Os caras tocam mesmo, são muito
afinados e se divertem com o que fazem. Quando tinha a idade deles, meu sonho era
montar uma banda.”

Cantou a música Song 2 e Só mais uma vez na companhia da banda. Fez muito
sucesso com as meninas e o flashes não paravam.

Sem mais artigos