14394114509V7B9990-e1452251803560

(Foto: divulgação)

Quando contamos para os nossos amigos que já estiveram na América do Sul que fomos convidados para tocar no Brasil, eles disseram: ‘Por favor, vá!’, e isso nos empolgou ainda mais“, diz a baixista e vocalista Nikki Monninger, do Silversun Pickups, em papo exclusivo com o Virgula. A banda de Los Angeles, Califórnia, vem pela primeira vez ao país e será uma das atrações do Lollapalooza Brasil, que rola dias 25 e 26 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo

Estou contando os dias para esse show“, diz Nikki, de fala doce e tom empolgado. “Sabe, eu gostaria de fazer uma apresentação de duas horas para poder tocar o máximo que conseguíssemos, mas não sei se teremos esse tempo (risos). O que faremos é tentar juntar as nossas melhores canções no repertório, e claro, terá bastante músicas do nosso último álbum, Better Nature, de 2015“, e continua: “Tocamos no Lollapalooza Chicago no ano passado e foi tipo, mágico. Esperamos reproduzir a mesma atmosfera no Brasil“.

Silversun-Pickups-press-photo-color-2015-billboard-1548

(Foto: divulgação)

Como é tradição, o Lollapalooza reúne diversos estilos musicais no lineup, e a edição 2017 não está diferente; vai do rock ao rap, da eletrônica ao punk, e do heavy metal ao pop, e Nikki opina: “Pra mim, o mais interessante de festivais são as misturas de estilos que proporcionam diversas experiências ao público. Olhando o line do Lolla vejo que as minhas bandas favoritas estão lá: The XX, Metallica, Tegan and Sara e The Strokes. São bandas de rock, com grandes shows que já vi algumas vezes. Então, acho que tem que ter espaço para todos: de bandas com guitarras a DJs. Espero que o público que vá para ver eletrônica ou hip hop curta a gente também”.

E como você venderia o som do Silversun Pickups para fãs de eletrônica, heavy metal e hip hop que ainda não conhecem a banda? “Bem, deixa eu pensar. Às vezes somos muito, muito quietos, e em outras vezes soamos muito, mas muito barulhentos, como uma explosão. Porque usualmente gostamos de tocar bem alto. Então eu não perderia o nosso show. Fui bem na venda? (risos)“.

Sobre a música brasileira, Nikki revela que não conhece muito, mas que já esteve bastante em contato com o nosso ritmo: “Aqui em Los Angeles eu ia em um local que às vezes tocava música brasileira. Então, posso dizer que já ouvi a música do Brasil, mas infelizmente não conheço nenhum artista em especial. Você teria algum favorito para me indicar, para quando eu chegar aí eu procurar? – Nesse momento nosso repórter sugere Mutantes e Los Hermanos. “Oh, claro! Como eu me esqueci de Mutantes. Eles são bem grandes“, diz ela.

Além da apresentação no Lolla, o Silversun Pickups também toca dia 29 de março no Circo Voador, no Rio de Janeiro, junto com o Cage The Elephant. “Além de tocar, também quero turistar e explorar. Quero conhecer de perto a cultura brasileira, andar pelas ruas, conversar com as pessoas e experimentar os drinks (risos). Espero que esteja muito calor, porque vou levar minhas roupas de verão (mais risos)”, gargalha a vocalista. E nós respondemos: “Pode trazer, Nikki. Vai estar!“.

unnamed (3)

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site lollapaloozabr.com/tickets e em todos os pontos de venda do país. Fãs também podem comprar seus ingressos na bilheteria oficial do Citibank Hall São Paulo (sem taxa de conveniência).

A grande novidade deste ano é que não haverá ingressos físicos ou e-ticket. O acesso ao Festival será por meio de uma pulseira exclusiva com tecnologia RFID, que conta com patrocínio da AXE, a AXE Lolla Cashless. Além de garantir a entrada no Autódromo, ela também será usada para compra de alimentos, bebidas, produtos oficiais e outros, além de demais serviços disponíveis, como o Lolla Lounge.

Enquanto o Lolla 2017 não chega, relembre a good vibes da galera na edição passada:

Lollapalooza 2016 pelos olhos do público

Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público
Lollapalooza 2016 pelos olhos do público

'Às vezes somos quietos, às vezes explosivos', diz Silversun Pickups, atração do Lollapalooza

Sem mais artigos