No início de agosto, o Estádio do Morumbi ganhou um estúdio de gravação que também serve como camarote para assistir aos jogos. A ideia de colocar bandas tocando num estúdio super-equipado encarando o gramado surgiu da dupla de publicitários Luiz Fernando Vieira e Daniel Chalfon, sócios do Audio Arena, empreitada inédita no mundo todo.

O Virgula foi lá para conhecer o espaço, que fica bem embaixo de uma das arquibancadas do estádio do São Paulo. No dia em que a reportagem esteve lá, a banda 3D Sampa estava mandando um rockão clássico, perfeito para animar os torcedores que chegavam para ver a partida do Brasileirão São Paulo x Criciúma.

 “O Audio Arena é muito mais que um estúdio. É um lugar para jogos, para shows, para eventos. A gente queria montar um estúdio num lugar inusitado e saímos procurando”, explicou Luiz Fernando Vieira, que tem experiência de sobra também no ramo musical, já que é guitarrista da banda República, grupo que já se apresentou nos festivais Rock in Rio e Lollapalooza, por exemplo.

Os sócios Daniel Chalfon e Luiz Fernando Vieira (Crédito: Gabriel Quintão)

A ideia é sempre ter alguma atração nos dias das partidas. Mesmo que não se possa vender bebidas alcoólicas quando a bola estiver rolando, já que descumpriria leis federais, assistir ao jogo ali é uma experiência diferente, com televisores e petiscos especiais, assinados pela chef Vanessa Silva.

Quem quiser gravar ali vai encontrar aparelhagem de peso: mesa de som SSL AWS 948, importada da Inglaterra, e modernos outboards, como NEVE, API, Distressors e Fatso Jr. Os diversos amplificadores clássicos, como Marshall JVM, Roland JC 120, Orange Thunderverb, Ampeg B15, GK 1001RB, Fender Twin Reverb e Vox fazem dignamente seu trabalho, além de uma bateria DW Classic Collector’s Series e sistema de PA de última geração da Bose.

Para abrir equipos desse porte, também era preciso um projeto matador. Para criá-lo, foi chamado o engenheiro de som Carlos Duttweller, da Pro Studios Design, que assinou o projeto acústico e a construção do estúdio.

“A gente está imediatamente embaixo da arquibancada do estádio, o que nos proporciona um pé direito muito alto. Meu, isso aqui é o ideal, porque é tudo que se precisa para uma acústica legal”, completou Daniel Chalfon.

Encontramos por lá Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura e são-paulino doente. Mesmo já tendo tocado em shows diversas vezes lá no gramado, ele se mostrou entusiasmado com o projeto.

Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura (Crédito: Gabriel Quintão)

 “Quando o Luiz Fernando me falou da ideia de fazer um estúdio dentro de um estádio de futebol, e não um simples estádio de futebol, no Morumbi, pô! Eu, como são-paulino, venho para cá desde que nasci, praticamente, vejo a evolução do estádio, com os camarotes e tudo, e essa ideia é espetacular. A gente viaja pra caramba e nunca tinha visto nada parecido”, disse o músico.

Assista abaixo à matéria completa:

<a href=”http://mais.uol.com.br/view/15152286″>Conheça o Audio Arena</a> 

Serviço:
Local: Estádio Cicero Pompeu de Toledo
Endereço: Praça Roberto Gomes Pedrosa, 1 – Morumbi – São Paulo/SP
Capacidade: 132 lugares
Preços e faixa etária: variam de acordo com cada evento. Na próxima partida do São Paulo, contra o Vitória e válida pelo Brasileirão, a entrada custará R$ 350, com direito a buffet completo.
Mais informações, entrar em contato. E-mail: oi@arenaaudio.com.br / Telefone: (11) 2894-5900

Sem mais artigos