Os meninos do McFly já haviam deixado para trás a postura de bons moços quando aceitaram fazer um ensaio sem roupa para a revista gay Attitude no final de julho. E agora, para completar, o baterista Harry Judd admitiu que as turnês da banda são bem no estilo Amy Winehouse: todo mundo bêbado e caindo pelas ruas.

“O nosso produtor é um cara que gosta de ir pra balada toda noite, então é óbvio que as festas eram loucas. Teve uma vez que eu estava tão bêbado que eu caí da escada e abri um corte imenso na boca, que me obrigou a ir até o pronto socorro”, contou Harry Judd para a NME. Mas o melhor da história vem depois:

Tom Fletcher (vocalista) teve que me levar até o pronto socorro, e ele estava tão chapado que ficou rindo loucamente da enfermeira. Daí ela tentava falar comigo e eu não cosneguia responder de tanto que estava rindo. Acreditem ou não, ela precisou fazer eu calar a boca colocando uma agulha no meu lábio. Eu estava tão louco que nem precisou de anestesia”, completou Judd.

Sem mais artigos