O clima ficou tenso na parceria entre Bono e a Apple nesta terça (24) na fala dele durante o Cannes Lions, em estival voltado para o mercado publicitário.

Bono estava em busca de marcas que pudessem vincular seu nome ao (Red), projeto liderado pelo vocalista do U2 que tem como objetivo uma próxima geração livre da AIDS. Procurando novos parceiros, ele aproveitou para alfinetar um antigo. 

A Apple doou 75 milhões de dólares para a causa, mas Bono acusa a empresa de não querer vincular seus produtos à ONG de Bono. Durante a apresentação, ele apontou que os produtos lançados em parceria entre ambos camuflam a marca da (Red), dando destaque maior para a empresa.

Ele exibiu para o público um iPad oficial da (Red), mostrando que a marca estava apenas na parte interna do produto, ainda assim obscurecida pela marca da Apple. “Cadê a marca da (Red)?” ele perguntou para Jony Ive, design da Apple, presente no local. “Ninguém consegue ver aquilo. Isso é um pouco enlouquecedor. Esse é o jeito da Apple. Eles são como um culto religioso”.

 

Sem mais artigos