Chris Brown está novamente encrencado com a Justiça.

Segundo informações do jornal The Sun, um juíz pediu a revogação da liberdade condicional de rapper, alegando que ele não cumpriu as horas de trabalho comunitário as quais foi condenado em 2009, por agredir sua namorada, Rihanna.  

“O réu não apresentou provas verificáveis ​​de que tenha cumprido suas horas de trabalho”, dizia o comunicado eviado pelo promotor Jackie Lacey a corte de Los Angeles, comarca em que corre o processo contra o músico.

Por sua vez, o advogado de Brown, Mark Geragos, disse que as acusações são “frívolas e difamatórias” e afirmou dizendo que vai mover uma ação contra a promotoria da cidade norte-americana.

Ainda seguno o advogado, a promotoria teria ignorado entrevistas em que “oficiais de paz afirmaram inequivocamente que Brown foi supervisionado e eliminou todos os seus débitos com a sociedade”.

Sem mais artigos