Com influências das culturas brasileira e japonesa, Alice lança “Rio”

Brasileira radicada no Japão desde 2016, Alice começou a fazer aula de canto aos 7 anos de idade, aos 11 começou a tocar violão e aos 14 começou a cantar profissionalmente. Agora com 25 anos, a cantora acaba de lançar nas principais plataformas digitais o segundo EP de sua carreira: “Rio”, ao lado de Max Viana e Renato Iwai e da gravadora japonesa Virgin Music Japan.

> Siga o novo Instagram do Virgula! Clique e fique por dentro do melhor do Entretê!

Alice apresenta, com uma voz suave e potente, uma mistura inusitada entre o jazz e a bossa nova de Tom Jobim e João Gilberto, tão conhecida e prestigiada no Japão, com a música urbana.

Gravado no estúdio Fibra, no Rio, com produção musical de Max Viana e Renato Iwai, fundador da produtora e estúdio musical em Tóquio City Bossa Space, o EP transmite o calor e a alegria do verão carioca, presente na memória afetiva da cantora. “RIO pra mim é a concretização da conexão Brasil e Japão na minha carreira e a comemoração de um ano trabalhando como cantora no city bossa.

Não é novidade o impacto que a música brasileira tem no exterior. No Japão a Bossa Nova obteve uma repercussão muito grande através do cantor e compositor João Gilberto. O fato de ter como parceira a gravadora japonesa Virgin Music Japan no lançamento de um disco inteiramente cantado em português é a confirmação de como a música brasileira tem influência mundial e como os artistas brasileiros têm abertura e alcance no mercado global.

“Sou muito grata pela confiança da gravadora no nosso trabalho e espero estar criando um movimento e abrindo espaço para mais artistas brasileiros trabalharem com grandes gravadoras aqui no Japão. O que eu sinto é que o povo japonês ama a nossa música e recebe a nossa arte de braços abertos”, disse a artista.

Com influências das culturas brasileira e japonesa, Alice lança "Rio"

Sem mais artigos