Depois de críticas, Chico Buarque desiste de cantar “Com açúcar, com afeto”

Chico Buarque anunciou nesta semana que não cantará mais a música “Com açúcar, com afeto”. A canção, feita originalmente para a cantora Nara Leão, é duramente criticada pelo movimento feminista.

A decisão do cantor foi divulgada no documentário “O canto livre de Nara Leão”. “Ela me pediu a música, ela me encomendou essa música, ela falou ‘Eu quero agora uma música de mulher sofredora’. E deu exemplos de canções do Assis Valente, Ary Barroso, aqueles sambas da antiga, onde os maridos saíam para a gandaia e as mulheres ficavam em casa sofrendo, tipo ‘Amélia’, aquela coisa. Ela encomendou e eu fiz”, disse o artista.

“Gostei de fazer, a gente não tinha esse problema. É justo que haja… As feministas têm razão, vou sempre dar razão às feministas, mas elas precisam compreender que naquela época não existia, não passava pela cabeça da gente que isso era uma opressão, que a mulher não precisa ser tratada assim”, continuou Chico.

Por fim, ele disse que não deve mais cantar a música em seus shows. “Eu não vou cantar ‘Com açúcar e com afeto’ mais e, se a Nara estivesse aqui, ela não cantaria, certamente”, revelou.

Depois de críticas, Chico Buarque desiste de cantar "Com açúcar, com afeto"

Sem mais artigos