Artistas como Elba Ramalho, Nação Zumbi, Monarco e o coletivo Vinil é Arte estão entre os projetos que receberão patrocínio do Natura Musical em 2014.

O anúncio foi feito na terça-feira (26) e ao todo 23 novos projetos de artistas de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Paraíba e Pará serão contemplados. O programa patrocina CDs, DVDs, livros, shows, turnês, pesquisas, documentários, exposições, resgate de acervos e mantém uma plataforma digital (www.naturamusical.com.br) voltada para a difusão da música brasileira.

Desde novembro, o portal oferece uma rádio com 24 horas de programação diária, produzida em parceria com a Rádio Eldorado, que hospeda a rádio Natura Musical no Território Eldorado. O Natura Musical existe há oito anos. Por meio dos editais, são selecionados projetos de diferentes formatos para receber o apoio do programa em acordo com as Leis Rouanet e do Audiovisual, em nível nacional, e a Lei do ICMS em Minas Gerais, Bahia e no Pará.

Os projetos inscritos passaram por uma etapa de avaliação técnica, que julgou as propostas com base nos critérios do programa: adequação ao conceito do Natura Musical, potencial de visibilidade e de mobilização de público, democratização do acesso, relevância cultural, excelência, inovação, visibilidade e custo benefício. Para a seleção, em cada edital houve uma comissão de especialistas independente, formada por Pena Schmidt, que participou de todas as comissões, Hugo Sukman e Yuri Freiberger, no Edital Nacional; Terence Machado e Thiago Costa (DJ Thiagão), no Edital Minas Gerais, Gil Vicente Tavares e Márcio Meirelles, no Edital Bahia, Pio Lobato e Ná Figueiredo, no Edital Pará.

Uma das vertentes do programa é o apoio a artistas emblemáticos e a projetos icônicos da música brasileira que em 2014 se traduz pela realização de turnê e gravação de DVD do espetáculo Cordas, Gonzaga e Afins, de Elba Ramalho (PB) acompanhada pelo grupo instrumental SaGrama, pelo sanfoneiro Marcelo Caldi e pelo quarteto de cordas Encore em homenagem a Luiz Gonzaga e outros compositores da música brasileira.

Outra artista de grande público e carreira consolidada entre os selecionados de 2013 é Fernanda Takai (MG), que vai gravar o quarto CD de sua carreira solo e realizar shows de lançamento. Mais um projeto que promete repercussão em 2014 é a gravação e lançamento de um novo álbum da Nação Zumbi (PE), após sete anos sem gravar um disco exclusivamente da banda com inéditas.

Os contemplados do edital nacional são Elba Ramalho, 5 a Seco, Nação Zumbi, Karla da Silva, Zé Manoel, Lira Paulistana, Passado de Glória (Monarco).

No edital Bahia estão Gerônimo e Orquestra, Manuela Rodrigues, Dois em um, Rumpilezzinho (projeto do compositor e pesquisador Letieres Leite, aplicado à formação de jovens músicos) e Acervo Batatinha.

O edital Pará contemplou Felipe Cordeiro, Juliana Sinimbú, Strobo 2.0, Lágrimas da Minha Ilha (Adamor do Bandolim), Pregões Melodia das Ruas, Mestres Navegantes Edição Pará e Mestre Solano.

O edital Minas Gerais escolheu Fernanda Takai, Érika Machado, Dibigode, e o coletivo formado por seis DJs pesquisadores musicais Vinil é Arte. O coletivo fará a remixagem e prensagem de LPs com faixas da música brasileira.

Sem mais artigos