Em entrevista à BBC 6Music, nesta sexta-feira, o líder do Babyshambles revelou que tinha permissão para tocar sua guitarra apenas duas vezes na semana, por uma hora cada vez.

“Eu estou saudável, fisicamente, e um pouco incerto”, ele disse à Steve Lamarq. “Não tenho certeza sobre minha completa abstinência [das drogas]”.

Doherty falou também sobre a assistência psicológica que recebeu durante seu tratamento.

“Aparentemente eu tinha muitos problemas de auto-estima”, ele disse, depois brincou: “e eu pensei que estivesse bem!”.

Pete contou sobre as problemáticas sessões de gravação com sua banda e com o produtor Stephen Street. Este chegou a dizer: “se você continuar com isso, eu vou para casa”, referindo-se ao uso de drogas de Doherty durante as gravações.

O músico também tocou uma nova canção durante a entrevista, chamada “1939 Returning”, que ele começou a escrever dois dias antes. Ele disse que a úsica foi inspirada em um sonho que teve, em que estava lavando a janela de um açougueiro italiano dos anos de 1930.

Doherty também tocou um acústico cover da “Karma Chameleon”, do Culture Club, e admitiu que mal podia esperal para ver seu time favorito de futebol, o Queens Park Rangers, jogar logo.

+ Fossa: conheça as músicas mais ‘felizes’

+ BaixaHits: baixe as músicas da parada para o seu PC

Em entrevista, Pete Doherty fala sobre drogas e reabilitação

Sem mais artigos