Eminem deu a volta por cima com seu novo álbum, Recovery (em inglês, recuperação), que está no topo das paradas há semanas. Mas o rapper afirmou, em entrevista ao New York Post, que chegou a pensar que jamais conseguiria retomar o sucesso de outrora devido ao uso abusivo de drogas pesadas.

“Eu comecei com coisas como Vicodin e outros comprimidos, porque no começo da carreira não tinha grana para comprar drogas pesadas. Mas quando fui ficando mais rico, f****. Fiquei louco, e fracassei várias vezes no rehab. Eu me odiava por ser tão fraco”, confessou Eminem, que admitiu que os dois álbuns antes de Recovery foram muito prejudicados pelo vício.

Encore e Relapse refletem muito o meu vício. Quando eu escuto esses álbuns agora, posso sentir como eu estava chapado. Não dá para não perceber a influências das drogas nesses álbuns. O foda é que quando eu lancei o Relapse, por exemplo, não tinha sentido como ele era fraco, como as canções haviam perdido a energia. Só quando ouvi o álbum de novo percebi que a piada tinha ido longe demais”, continuou ele, que mesmo assim não acha o ábum de todo ruim.

“Peraí, não disse que Relapse é horrível. Mas, em comparação a Recovery, ele realmente é fraco”, completou.

Sem mais artigos