TikTok tem mudado carreira de novos artistas e de músicas de forma geral

Da Redação

Não é novidade alguma dizer que a pandemia foi responsável pela transformação das redes sociais. Umas, mais, outras, menos, é verdade, mas foi por causa do isolamento social que inúmeras pessoas se tornaram usuários ávidos, multiconectados e integrados às novas tendências. E, nessa moda toda, os vídeos curtos do TikTok ganharam força: uma imensa parcela dos brasileiros caiu nas teias da rede social chinesa, famosa pelas dancinhas.

O sucesso do TikTok foi tão grande que até mesmo as redes de Mark Zuckerberg adotaram seu formato. Não demorou muito para que o Instagram criasse o Reels, uma estratégia para absorver o estilo adotado na rede chinesa, da mesma forma como fez com o Snapchat. Mas, ainda que o Instagram faça muito sucesso por aqui, o TikTok ainda tem quebrado recordes com o número de novos usuários.

No entanto, para além das dancinhas, a rede social da pandemia também trouxe algo extraordinário com muita facilidade: um ambiente que não apenas funciona como uma fábrica de tendências, mas que também abre alas aos novos hits da música pop.

TikTok e a indústria da música pop

Em 15 ou 60 segundos, algumas das músicas das décadas do século passado foram “revividas” pela rede social. Adolescentes e crianças que nunca tiveram contato com grandes sucessos da década de disco hoje cantam – ainda que pequenos trechos – as músicas de Lesley Gore, Billy Idol, Rick Astley, entre outros. E, se nesse espaço até mesmo as músicas fora da moda ganharam seu lugar, imagine só o que ocorreu com os novos talentos da música pop?

A tendência ficou clara: o TikTok, de fato, promoveu uma série de artistas do momento com seu formato, dancinhas e “trends”. Isso é tão fácil de reconhecer quanto os sucessos mais ouvidos do Spotify: artistas como Olívia Rodrigo, Doja Cat e Lil Nas X construíram seu império na rede social chinesa e têm levado outros cantores e adaptar o formato de suas músicas, justamente em função disso.

Uma das recentes transformações que esse “efeito TikTok” causou foi justamente a modificação das novas músicas. Com batidas mais marcadas e videoclipes com coreografias mais fluidas, os artistas têm realmente adaptado as canções para encaixá-las nas “trends” da rede social, o que configura, sem dúvidas, uma nova era para a música pop.

Tendências, estilos e “modinhas”

Para além da música, o TikTok também está sendo responsável por uma completa transformação do estilo dos adolescentes. É algo que transcende os hits de sucesso e impacta também vestuário, maquiagem, cores e estilos de cabelo, rotina e hábitos de consumo. Foi por meio da rede social, por exemplo, que nasceu a moda do moletom personalizado, dos cabelos coloridos meio a meio, das calças mais largas e das maquiagens coloridas.

Contudo, é importante ressaltar que a rede social também trouxe uma tremenda corrente “do bem”, que envolve aceitação e autoestima, algo muito importante para as novas gerações. É um espaço livre para dançar sem medo, para falar sobre orientação sexual, bodyshaming, política, economia e até mesmo acompanhar os profissionais da saúde, para ter acesso a curiosidades e informações importantes.

Enfim, o TikTok tem de tudo e veio com tudo para revolucionar a nova geração. Mas, e você, já caiu nos encantos das dancinhas ou ainda tem resistência?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por TikTok (@tiktok)

Sem mais artigos