Depois de muita especulação e pistas falsas, o casamento do ex- Beatle Paul McCartney já está na mira dos repórteres. Uma multidão de jornalistas e fotógrafos acampam há cinco dias perto de um castelo, no pacato vilarejo irlandês de Glaslough, com medo de perder o que promete ser o maior evento do showbusiness do ano.

McCartney, 59, troca alianças com a ex-modelo Heather Mills, 34, na terça-feira, numa cerimônia luxuosa nos jardins do castelo Leslie, construído no século 17.

O jornal popular britânico “Sunday People” publicou o que diz ser uma cópia do convite de casamento orientando os convidados a reunirem-se no aeroporto de Heathrow, em Londres, na terça-feira, para serem levados a um local secreto.

Os noivos pediram aos convidados que não levassem câmeras fotográficas nem telefones celulares. “Isso vai assegurar a privacidade da ocasião e garantir que você se desligue e se divirta”, diz o convite.

Na semana passada, depois dos rumores de que o casamento poderia ser realizado na Escócia ou nos EUA, o segredo sobre o local do casamento vazou. A caçada da mídia chegou ao fim quando o aristocrata sir John Leslie, 84, cuja família é dona do Castelo Leslie há 300 anos, encontrou alguns repórteres no caminho para o Correio do vilarejo.

Indiscreto, Leslie, que se auto-descreve como um excêntrico que usa uma boina com pena de pavão, contou ao mundo que o evento iria mesmo acontecer na terça-feira, mas isso, segundo ele, era “segredo mortal”.

PREPARATIVOS FRENÉTICOS

Fotografias tiradas pela Reuters de um helicóptero que sobrevoou a área do castelo, perto da fronteira da Irlanda com a Província britânica da Irlanda do Norte, neste fim de semana, mostram que os preparativos frenéticos para a festa estão sendo concluídos.

Uma passagem coberta foi construída entre o castelo de 14 quartos e a igreja de pedras da propriedade para proteger os convidados dos helicópteros da mídia e, presumivelmente, da chuva irlandesa.

Uma grande tenda com plataforma de madeira foi erguida perto do lago do castelo. Equipamentos de luz e som também foram instalados, e uma grande arena, perto do lago, pode servir para dançar ou, quem sabe, para alguma “canja” dos artistas convidados. Vasta quantidade de flores estavam sendo descarregadas de caminhões refrigerados.

McCartney parece não estar arriscando em termos de segurança — podia-se ver, do ar, homens uniformizados com walkie-talkies vigiando a área.

Espera-se que cerca de 300 convidados compareçam ao casamento — o segundo de McCartney, cuja esposa Linda morreu de câncer de mama em 1998.

Sem mais artigos