O artista Getúlio Abelha lançou nesta terça-feira (08) o álbum “Marmota”. O trabalho de estreia do recifense chegou pelo selo Rec-Beat. Além do álbum, a faixa “Perigo” chegou com clipe.

Com o ritmo intitulado pelo artista, o forró eletrônico é um misto de ritmos que variam entre o próprio forró, o carimbó, brega romântico com a presença de beats e camadas nas faixas. Marmota, é uma gíria que se refere a algo extravagante e que não tem medo de se expressar. Ao escutar “Marmota” se prepare para se desprender de qualquer vergonha e não segure a vontade de dançar.

Com este disco tô buscando romper expectativas, sabe? É pop ou underground? É isso ou aquilo? Não sei, Marmota não traz expectativas consigo, se apresenta por si só. O que eu exploro neste álbum é a criação de um universo, um universo totalmente enfeitiçado pelo forró e pelo pop”, explica o artista.

Ao lado de “Marmota”, a faixa “Perigo” chegou com um clipe que retrata o período atual do país. “Marmota traz muito do escracho, enquanto esse clipe vem mais sóbrio e contextualizado com o que estamos vivendo. Segui por uma abordagem mais poética, com um senso de humor quase zerado. É uma faixa que fala de isolamento, de futuro e solidão das ruas. Fala também da vulnerabilidade de corpos. Corpos de artistas, de cientistas e estudantes, enfim, os corpos de todos aqueles e aquelas que encontram-se em perigo sob esse governo e à pandemia em si”, diz Getúlio.

O álbum contou com a produção do artista em parceria com Guilherme Mendonça. Enquanto o clipe de “Perigo” foi dirigido e roteirizado por Getúlio e João Barretto (Artífice Filmes). Abaixo, confira o clipe e o álbum.

Sem mais artigos