O Ministério da Cultura divulgou nota do ministro Gilberto Gil sobre o cantor americano Ray Charles, que morreu nesta quinta-feira.

Gil se diz fã de Charles e conta que já teve o privilégio de encontrá-lo pessoalmente algumas vezes.

Ou nas palavras de Gil: “Ray Charles foi o grande pioneiro da música com esse sotaque que veio do soul americano, que hoje está no pagode brasileiro e em músicas de cantores de todo o mundo. Ele fez uma escola extraordinária da qual participou Stevie Wonder, que também é cego, como discípulo. Exatamente numa época em que tudo isso ainda era discreto, com a legitimidade intrínseca basicamente não consciente e não utilitária. Já tive o privilégio de encontrá-lo algumas vezes. A última foi no aeroporto de Paris…sou louco por Ray.”

Sem mais artigos