Desconhecida para a maioria, a dançarina e atriz Anne Marsen ficou surpresa ao receber mensagens de amigos, que repararam mais que semelhanças entre um trabalho seu de 2011, um filme independente de 71 minutos de nome Girl Walk // All Day, e o clipe de Happy, hit de Pharrell Williams que faz parte da trilha sonora da animação Meu Malvado Favorito 2.

Happy foi lançado em novembro 2013 e entrou para história como primeiro clipe produzido com 24 de duração. A versão reduzida pode ser vista aqui

Já o vídeo de Annie mostra a dançarina de 24 anos encarando uma personagem que se revolta com o balé clássico e sai às ruas de Nova Iorque executando coreografias livres e soltas. Em entrevista à Spin, Annie e o diretor do filme Girl Walk // All Day, Jacob Krupnick, afirmaram não estarem chateados com as similaridades, apesar do estranhamento diante da possível coincidência.

“Jacob e eu estamos de acordo, é uma grande coisa que a dança está recebendo reconhecimento porque queremos realizar mais projetos. (…) Ao mesmo tempo, sentimos que nós não estamos recebendo reconhecimento por isso”, disse Annie à revista.

Procurado para saber sua versão, o cantor e produtor americano negou por meio de sua equipe de comunicação qualquer relação entre as duas peças.

Outras tretas

Pode ser apenas coincidência, mas Pharrell também sofre processo junto a Robin Thicke pelo single Blurred Lines. Nessa parceria, os dois são acusados pelo filho de Marvin Gaye, Marvin Gaye III (sic), de plagiar a canção de 1977 Got to Give it Up.

Além disso, Alex Kapranos, do Franz Ferdinand, afirmou este ano via Twitter que Pharrell usou um riff de sua banda na música Can’t Rely On You, produzida para Paloma Faith. Na rede social, o vocalista tuitou: “Ei, Pharrell, adoro sua músicas. Se quiser usar um riff nosso, basta pedir”.

Na sequência, você pode comparar algumas cenas de Happy e do filme Girl Walk // All Day. A edição foi postada pela própria Marsen com o título “Pharrell loves my work” [Pharrell ama meu trabalho]:

Happy, clipe de Pharrell Williams, é acusado de “se inspirar” em filme independente

Sem mais artigos