unnamed

(Foto: divulgação) Él Mató a Un Policía Motorizado

Não só de Messi e Charly García vive a Argentina. Os hermanos do Él Mató a Un Policía Motorizado carregam o título de ‘novos heróis do rock & roll’, segundo a revista Rolling Stone local, que estampou a banda de La Plata na capa da edição de agosto. Com 13 anos de estrada, grande prestígio nos EUA e Europa, o grupo lançou em 2015 o elogiadíssimo EP Violencia, e aterrissa nesta quinta, 15, em São Paulo, no Sesc Pompeia, para mostrar o poder sonoro latino.

“Estamos muito felizes por estar de volta à São Paulo e vamos fazer uma apresentação especial!”, diz o vocalista Santiago Motorizado ao Virgula. Para os brasileiros que ainda não conhecem o som da banda, ele classifica: “Na escola sempre ouvíamos músicas estranhas que não tocavam na rádio, como Guided By Voices, Yo La Tengo, Pavement, e outras que ninguém conhecia. Nos sentimos representados por isso. É o que forma a nossa identidade e nos define”.

unnamed (2)

Sobre o nome do grupo, que é um tanto curioso, Santiago explica: “O nome quase foi uma frase do primeiro filme da franquia Duro de Matar, mas acabamos mudando de ideia e usamos uma frase de um filme B de ficção científica chamado R.O.T.O.R., de 1989″.

Além de Santiago na voz e baixo, Él Mató a Un Policía Motorizado é formado por Gustavo Monsalvo na guitarra, Manuel Sánchez Viamonte na outra guitarra, Agustín Spasoff nos teclados e Guillermo Ruiz Díaz na bateria.

O recado está dado. E, se eu fosse você não perderia esse show por nada.

SERVIÇO:

Él Mató a Un Policía Motorizado no Sesc Pompeia

Quinta-feira, 15 de setembro, às 21h30
Rua Clélia, 93, Pompeia
Ingressos — R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) e R$ 9 (credencial plena) – www.sescsp.org.br

Capacidade — 800 lugares
Censura — 18 anos
Informação – (11) 3871-7700

Sem mais artigos