Sob o comando de Léo Gandelman, Quadrilátero chega a SP em agosto

Já pensou se você tivesse o privilégio de fechar os olhos por mais de uma hora e ouvir o ressonar dos melhores instrumentistas do país a emanar o som dos deuses neste momento de tanto sofrimento pelo qual passamos?

A oportunidade chega para você, paulistano, em agosto sob a batuta de um dos maiores músicos do Brasil e com o trabalho reconhecido em cada canto do mundo, Leo Gandelman.

Criado em 2012, o projeto “Quadrilátero” está de volta à capital paulista a partir de 12 de agosto, no Centro Cultural do Banco do Brasil. Leo aproveitou entrevista exclusiva com o Virgula para falar mais sobre o evento.

“O Quadrilátero começou com um encontro que tive com Paulo Moura, Mauro Senise e Nivaldo. Foi uma ideia de criar esse quarteto e coneguimos fazer alguns shows. Depois dos shows, fui elevando essa ideia à quarta potência. Então pensei em quatro grupos, em quatro quartetos, com quatro famílias de diferentes instrumentos, e que passa por quatro cidades, né”, contou o idealizador.

Assim como no sucesso obtido em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, em São Paulo, a cada apresentação – de 12 a 15 de agosto, quinta-feira e sexta-feira às 19h e sábado e domingo, às 17h – quartetos de diferentes famílias de instrumentos ganham destaque.

Os convidados serão Pretinho da Serrinha, Robertinho Silva, Marcos Suzano e Marcelo Costa, na percussão (dia 12/8); Leo Gandelman, Nivaldo Ornelas, Mauro Senise e Zé Carlos Bigorna no sax e instrumentos de sopro (dia 13/8); Henrique Cases, Rogério Caetano, Luis Barcelos e João Camarero nas cordas dedilhadas (dia 14/8); e fechando o circuito (dia 15/8), Janaina Salles, Joanna Bello, Inah Kurrels, Jocelynne Huiliñir Cárdenas nas cordas.

As mudanças para a nova versão do “Quadrilátero”

Além de todas as medidas de segurança e higiene tomadas pela organização do evento nas capitais pelo qual passou e passará, o Quadrilátero também contará com novidades e estreias.

“O que mudou também está relacionado às famílias de instrumentos, porque a gente procurar variar. Já trabalhamos com metais. Percussão é a primeira vez que estamos fazendo”, diz Leo.

O músico, muito solícito e simpático, no entanto, não esquece de tratar com bom humor sobre as apresentações. “O quarteto de saxofones já tivemos, mas obviamente que temos que ter, porque eu sou saxofonista e eu vou puxar a brasa para a minha sardinha (risos, dele e meu)”.

“Quarteto de cordas feminino também é a primeira vez, quarteto de cordas de arco. E tem também o grupo de cordas dedilhadas. Novidade também maior que este projeto marca o nosso retorno aos palcos”.

Leo fez questão de ressaltar que grande parte dos músicos que se apresentam já foram vacinados contra a Covid-19 e quem ainda não foi passará por todos os testes necessários antes da apresentação.

Serviço | Quadrilátero 2021

Dia 12 de agosto, às 19h – Percussão – Pretinho da Serrinha, Marcos Suzano, Marcelo Costa e Robertinho Silva. Tema: Da África às Américas

Dia 13 de agosto, às 19h – Sax – Leo Gandelman, Mauro Senise, Zé Carlos Bigorna, Nivaldo Ornellas. Tema: Ary Barroso e Moacyr Santos

Dia 14 de agosto, às 17h – Cordas dedilhadas: Rogério Caetano, Luis Barcelos, João Camarero, Henrique Cases. Tema: Choro e Afro Sambas

Dia 15 de agosto, às 15h – Masterclass com Leo Gandelman

Dia 15 de agosto, às 17h – Cordas: Janaina Salles, Joanna Bello, Inah Kurrels, Jocelynne Huiliñir Cárdenas. Tema: Radamés Gnattali, Astor Piazzolla e Villa Lobos

Onde: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico, Triângulo SP, São Paulo–SP

Aberto todos os dias, das 9h às 18h, exceto às terças

Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô

Informações: (11) 4297-0600

Sem mais artigos