jack

(Crédito: reprodução/Twitter)

Uma coisa a gente tem percebido: nos últimos dias as guitarras distorcidas estão predominando o deserto de Indio, na Califórnia, local onde é realizado anualmente o mega festival Coachella, e que está rolando bonito desde sexta (10).

Diferente, por exemplo, do Lollapalooza Brasil (que teve seus shows mais bombados com a EDM de Calvin Harris, Dillon Francis e Skrillex), ao que parece, o festival americano está tendo sua edição mais rock. No primeiro dia teve o gigante AC/DC, e no segundo quem comandou essa vibe oldschool foi o talentoso e topetudo Jack White. Só faltou os Stones para completar a trinca!

Ainda na pegada do gênero mais ‘selvagem’ da música, no sábado (11) se apresentaram os novatos e pesados Royal Blood (que vêm ao Brasil para tocar no palco principal do Rock in Rio), os ingleses do Kasabian, e os tiozinhos do Bad Religion, que mandaram um hit atrás do outro (teve Recipe For Hate, Generator, American Jesus, Infected e Sorrow em sequência. Imaginou o tamanho da roda de pogo?).

Coachella 2015

Bad Religion no palco (crédito: reprodução/Facebook Coachella)

Mas nem tudo foi distorção por lá. Ainda teve espaço para os fofos do Belle & Sebastian, os modernos deprês do alt-J, a new diva FKA twigs, os eletro-pop do Clean Bandit, os indies Toro y Moi e JUNGLE, e os eletrônicos (e ótimos) Ratatat e  SBTRKT. E mais umas outras 382 bandas tocando ao mesmo tempo.

Como a gente sabe de tudo isso? O Virgula Musica está acompanhando tudinho pelo  site do festival, que está transmitindo ao vivo. Ô santa internetê!

E hoje tem mais. Mas antes dá um look na fotos iradas do segundo dia do fest. Se joga nessa!

Sem mais artigos