Enquanto a justiça não decide se Michael Jackson é culpado ou não das acusações de pedofilia, o cantor segue mostrando a imagem de bom moço que sempre tentou carregar. O astro esteve no Congresso americano, em Washington, para discutir com os parlamentares possíveis medidas para controlar os casos de Aids na África.

Não é de agora que Michael envolve-se nesse tipo de causa. Tanto que ele receberá em breve um prêmio humanitário da Comunidade Africana.

Os representantes do Congresso americano receberam muito bem o cantor, alegando que as acusações que pesam sobre ele não o impedem de realizar uma ajuda humanitária.

Sem mais artigos