Jay Z classificou os seus 12 álbuns de estúdio de acordo com a sua preferência, elegendo como seu favorito Reasonable Doubt, o seu trabalho de estreia.

O rapper publicou no seu site, Life + Times, uma fotografia onde surgem ordenados os seus álbuns de estúdio, do favorito para o que gosta menos, que acompanhou por alguns comentários sobre os discos em questão.

 No top 3 das suas preferências estão também, além de Reasonable Doubt, The Blueprint, na segunda posição, e The Black Album, na terceira. O seu mais recente trabalho, Magna Carta Holy Grail, ocupa o sexto lugar da lista.

Dos trabalhos em estúdio, o que menos vai de encontro aos seus gostos é, Kingdom Come, de 2006 que marcou o retorno de Jay Z aos palcos, após ele ter anunciado que o seu antecessor, The Black Album, seria o seu último disco. “É o retorno, não me matem”, escreveu justificando da sua escolha.

Veja o ranking criado pelo rapper, bem como os seus próprios comentários sobre suas escolhas:

1. Reasonable Doubt (Classic)
2. The Blueprint (Classic)
3. The Black Album (Classic)
4. Vol. 2 (Classic)
5. American Gangster (4 1/2, cohesive)
6. Magna Carta (Fuckwit, Tom Ford, Oceans, Beach, On the Run, Grail)
7. Vol. 1 (Sunshine kills this album…fuck… Streets, Where I’m from, You Must Love Me…)
8. BP3 (Sorry critics, it’s good. Empire (Gave Frank a run for his money))
9. Dynasty (Intro alone…)
10. Vol. 3 (Pimp C verse alone… oh, So Ghetto)
11. BP2 (Too many songs. Fucking Guru and Hip Hop, ha)
12. Kingdom Come (First game back, don’t shoot me)

Sem mais artigos