A natureza, a dança e o futebol serão os “três tesouros” que o Brasil mostrará ao mundo nesta quinta-feira na cerimônia de abertura da Copa do Mundo, na Arena Corinthians, antes da primeira partida do torneio, entre Brasil e Croácia.

A coreógrafa belga Daphné Cornez concedeu entrevista coletiva hoje sobre o espetáculo, mas não entrou em detalhes sobre as atrações, que serão assistidas por milhões de pessoas a partir das 15h15 (de Brasília).

“A dança é um dos tesouros do povo brasileiro, de origens variadas; a vegetação é um dos grandes tesouros da natureza brasileira, com uma grande diversidade, e o outro tesouro é o futebol, que reflete a alegria”, explicou a diretora artística da cerimônia, ressaltando que ela será “uma surpresa para todo o mundo”.

We Are One

Também participaram da entrevista, realizada no palco do jogo inaugural, a Arena Corinthians, o rapper Pitbull, a cantora Claudia Leitte e João Jorge Santos Rodrigues, do Olodum, que interpretam junto com Jennifer Lopez a música oficial “We Are One”.

Um dos poucos detalhes conhecidos sobre o espetáculo é o fato de ter a participação de 600 dançarinos e capoeiristas. A cerimônia antecede o pontapé inicial simbólico da Copa, que será dado por um jovem paraplégico com um exoesqueleto desenvolvido pelo projeto Andar de Novo, liderado pelo cientista brasileiro Miguel Nicolelis.

A Arena Corinthians deve receber 68 mil pessoas para o jogo e a apresentação, que deve durar 25 minutos. A principal atração será uma “bola viva”, com iluminação e movimentos próprios, que acompanhará os três atos, em homenagem aos três elementos, e antecederá a apresentação de Pitbull, J-Lo, Claudia Leitte e Olodum.

Além dos 600 dançarinos e capoeiristas, 60 ginastas participarão da apresentação com acrobacias. Segundo os organizadores, houve 20 horas de ensaios para cada minuto do espetáculo, e foram utilizadas 15 costureiras, 120 mil metros de tecido, 50 mil metros de fios, 50 pedras e cristais e 606 adereços.

Sem mais artigos